19 de abril de 2018

CfP: Food, Health and Environment: Sustainability and Challenges

Url: http://www.ruralhistory.eu/newsletter/2018/rhn-2018-057

Organiser: Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

11-12 October 2018, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Portugal

Deadline for submissions: 15 June 2018


***Please find the English version below***

Chamada a Contribuições
Seminário Internacional 
Alimentação, Saúde e Ambiente: Sustentabilidade e Desafios

O Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CH-FLUL) tem o prazer de co-organizar e acolher o Seminário Internacional Alimentação, Saúde e Ambiente: Sustentabilidade e Desafios, que terá lugar em outubro de 2018. Este seminário marca o início da agenda científica do Grupo de Trabalho Transições Tecnológicas: Memórias, Saberes e Práticas, constituído no âmbito do Colégio F3.
A articulação entre alimentação, saúde e ambiente expressa, de forma inequívoca, a base em que assenta a relação milenar homem / natureza. Privilegiando uma abordagem multidisciplinar, este encontro pretende ser um fórum de discussão em torno das questões básicas do quotidiano das comunidades humanas, em especial as que respeitam à alimentação e à saúde e bem-estar na sua relação com o ambiente, considerando, por um lado, uma perspetiva de análise histórica que contemple diversidades geográficas, culturais e tecnológicas e, por outro, os desafios atuais face à globalização, à escassez de recursos, à sua sobre-exploração e às inovações tecnológicas para superar as dificuldades e / ou as consequências negativas dessa exploração.
Ao longo dos séculos, a sobrevivência e o desenvolvimento das comunidades humanas dependeu da sua relação com a natureza e das estratégias utilizadas para o aproveitamento dos recursos naturais. O processo de apropriação e domesticação da natureza foi progressivo, englobando procedimentos de recolha de lenhas para aquecimento e iluminação e de caça e recoleção de plantas e ervas para fins alimentares e medicinais, antes do desenvolvimento de práticas agro-pastoris e técnicas destinadas a assegurar a sua eficácia.
O aumento da população, a necessidade de organizar e gerir espaços rurais e urbanos e o processo de industrialização introduziram fatores de desequilíbrio nesta relação. Posteriormente, as políticas imperiais e coloniais transformaram-na em conflito potenciador de segregação e desigualdades sociais, com implicações diretas no acesso a bens e serviços essenciais e pondo em causa direitos hoje considerados fundamentais.
Ao longo do tempo esta relação constitui-se como espaço privilegiado onde conhecimento, técnica, ciência e poder se interpenetram, refletindo percursos marcados por inovações, adaptações e mudanças profundas, devido não só à curiosidade e às necessidades humanas e aos interesses políticos e económicos, como às mudanças ambientais que os condicionam ou deles resultam; todos eles contribuindo para moldar e configurar o mundo tal como o conhecemos hoje. Um mundo em que a maioria dos países sobre utiliza os recursos de que dispõe para atender às necessidades básicas das suas populações, tornando cada vez mais necessário encontrar alternativas para o uso racional e sustentado dos recursos do planeta.
Neste contexto, incorporando a componente das memórias, saberes e práticas tradicionais, pretende-se igualmente chamar a atenção para a importância dos arquivos e da recuperação interdisciplinar da informação histórica e o seu contributo para repensarmos ações e comportamentos no sentido de ajudar a solucionar ou minimizar alguns dos problemas actuais e contribuir para um Futuro Inteligente. Assim, daremos especial atenção às soluções encontradas pelas comunidades, ao longo do tempo e em função das suas especificidades, em particular no que respeita à água e ao saneamento, à irrigação e distribuição de espécies alimentares, à organização e gestão das zonas rurais e dos espaços urbanos ou à relação alimentação-saúde, esperando deste modo estimular também a discussão sobre tecnologias, sustentabilidade e direitos humanos.
A associação do Arquivo Histórico Ultramarino (AHU) a esta reunião permitirá a apresentação de uma exposição de documentos de arquivo relacionados com os tópicos da conferência, exposição que será objeto de visita durante o encontro.
Temas possíveis, mas não exclusivos
  • Água: tecnologias tradicionais de gestão, armazenamento e distribuição
  • Alimentação e saúde: consumo alimentar sustentável
  • Alterações climáticas: impactos na saúde, na produção e no consumo de alimentos; impactos na paisagem e no modo de vida das populações
  • Demografia, organização e gestão de espaços urbanos e rurais: condicionantes e impactos sociais e económicos
  • Metrópoles, impérios e colónias: espaços geográficos e estratégias político-económicas numa perspetiva comparada
  • Organização e uso de informação histórica sobre alimentação, saúde e ambiente
  • Respostas socioculturais: sociedade civil, envolvimento e participação
  • Saúde: ambiente e políticas de saúde; saneamento; epidemias…
  • Outros temas

Submissão de resumos
As propostas devem ser enviadas até 15 de junho de 2018 através do preenchimento do formulário disponível em: http://www.centrodehistoria-flul.com/semintasasd#Form
As comunicações aprovadas poderão ser apresentadas em poster (10 minutos) ou oralmente (20 minutos), em Português ou Inglês, embora não seja possível a tradução simultânea.

Línguas oficiais
Português e Inglês

Datas
Recepção dos resumos: 30 de março – 15 de junho de 2018
Notificação de aceitação: 1 de julho de 2017
Confirmação / Inscrição: 15 julho – 1 setembro
Programa provisório: 1 de outubro de 2018
Para mais informações contactar seminario.asasd@gmail.com

***

Call for Papers:
International Seminar 
Food, Health and Environment: Sustainability and Challenges


The Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CH-FLUL) co-organizes and welcomes the International Seminar Food, Health and Environment: Sustainability and Challenges, which will take place in October 2018. This seminar stresses the beginning of the scientific agenda of the Working Group on Transições Tecnológicas: Memórias, Saberes e Práticas created within the scope of the Colégio F3.
The relationship between food, health and environment unequivocally expresses the basic relationship between humans and nature. Privileging a multidisciplinary approach this meeting intends to be a forum for discussion on the basic issues of the everyday life of the human communities related to food, health and well-being in their relationship with the environment considering, on the one hand, a perspective of historical analysis that includes geographical, cultural and technological diversity and, on the other, the current challenges facing globalization and the scarcity of resources, as well as the overexploitation of these and the technological innovations to overcome the difficulties and / or negative consequences of this exploitation.
Over the centuries, life and human development depended on the relation man / nature and on the strategies used to take advantage of natural resources. Appropriation and domestication of nature was progressive, encompassing coppice strategies to provide firewood as well as hunting and collecting of plants and herbs for food and medical purposes prior to the development of herding, farming and grazing practices and the subsequent techniques designed to ensure their effectiveness.
The increase in population, the need to organize and manage rural and urban spaces and the process of industrialization have introduced factors of imbalance in this relationship. Subsequently, imperial and colonial contexts have turned it into an enabler of segregation and social inequalities, with direct implications for access to essential goods and services while committing rights now considered fundamental.
Over time, this relationship became a privileged space where knowledge, technique, science and power meet, reflecting pathways marked by innovations, adaptations and profound changes, due to human curiosity, needs and economic and political interests, as well as to environmental changes, which condition or result from them. All of them contributing to shaping and configuring the world as we know it today. A world in which most countries are overusing resources to meet people's basic needs, making it increasingly necessary to find alternatives for a rational and sustained use of the planet’s resources.
In this context, by incorporating the component of memories, traditional knowledge and practices it is also intended to draw attention to the importance of archives and the interdisciplinary recovery of historical information as well as to its contribution to rethinking actions and behaviors in order to help solve or minimize some of the current problems and contribute to an Intelligent Future.
Therefore, special attention will be given to the different solutions found by the communities over time and in accordance with the specific situations that each one had (has) to face, regarding to water and sanitation, the irrigation and distribution of food species, the organization and management of rural areas and urban spaces or the relation between food and health, aiming at stimulate also the discussion on technologies, sustainability and human rights.
The association of the Overseas Historical Archive (AHU) to this meeting will allow the presentation of an exhibition of archival documents related to the conference topics, to be visited during the event.
Potential but not exclusive topics
  • Water: traditional technologies of management, storage and distribution
  • Food and health: sustainable food consumption
  • Climate change: impacts on health, production and consumption of food; Impacts on the landscape and the way of life of the populations
  • Demography, urban concentration and rural depopulation: social and economic constraints and impacts
  • Metropolis, empires and colonies: geographical spaces and economic policy strategies in a compared perspective
  • Organization and use of historical information on food, health and environment
  • Cultural and social responses: civil society, involvement and participation
  • Health and disease: environment and health policies, sanitation, epidemics...
  • Other topics

Submission of abstracts
Proposals should be sent by June 15, 2018, through the form available at: http://www.centrodehistoria-flul.com/semintasasd#Form
Approved proposals can be presented as posters (10 minutes) or oral presentations (20 minutes), in Portuguese or in English, although simultaneous translation is not possible.

Official languages
Portuguese and English

Main deadlines
Reception of abstracts: 30 March – 15 June 2018
Notification of acceptance: 1 July 2018
Confirmation/Registration: 15 July – 1 September
Provisional Program: 1 October 2018
For more information please contact seminario.asasd@gmail.com

***

Equipa e Organização / Staff and Organisation


Oradores convidados / Invited speakers
Catarina Albuquerque

Organização / Organisation
Ana Cristina Roque (CH-FL/ULisboa)
Ana Canas (CH-FL/ULisboa & AHU-DGLAB)
Luís Goulão (ULisboa-Colégio F3)
Maria Manuel Torrão (CH-FL/ULisboa)
Marta Manaças (CH-FL/ULisboa)

Coordenação científica / Scientific coordination
Ana Cristina Roque (CH-FL/ULisboa)
Ana Canas (CH-FL/ULisboa & AHU-DGLAB)
Ana Duarte Rodrigues (CIUHCT-FC/ULisboa)
Ana Thudichum Vasconcelos (FBA/ULisboa)
Catarina Prista (ISA/ULisboa)
Conceição Dias (ISA/ULisboa)
Dalila Espírito Santo (ISA/ULisboa)
Hermenegildo Fernandes (CH-FL/ULisboa)
Isabel Chagas (IE/ULisboa)
Joana Sousa (FM/ULisboa)
José Damião Rodrigues (CH-FL/ULisboa)
Luís Ribeiro (IST/ULisboa)
Maria Manuel Torrão (CH-FL/ULisboa)
Mariana Diniz (UNIARQ–FL/ULisboa)
Vítor Rosado Marques (FMH/ULisboa)